BI

A contribuição da Biologia Computacional na Medicina e consequentemente na Biofabricação

   Os sistemas modernos são complexos, incluindo subsistemas e componentes heterogêneos, tais como softwares, dispositivos, equipamentos, que são influenciados pelo fator humano. Isso não seria diferente quando falamos dos sistemas biológicos, os quais  têm que orquestrar rigorosamente  todos os componentes biomoleculares e bioestruturais para garantir a vida. Portanto, a análise da confiabilidade de um sistema complexo é um problema importante para a ciência e a tecnologia.

 

       Existem diferentes métodos na engenharia de confiabilidade para análise e quantificação de cada componente biológico, mas uma tendência dessas análises é a criação de novos métodos, que avaliem o sistema como um todo. De acordo com essa tendência, novos algoritmos e métodos de inteligência artificial são modelados a fim de sanar essas lacunas, e futuramente, serem utilizados para áreas emergentes como a biofabricação de um tecido e órgão. 

Nos vídeos abaixo, apresento algumas ideias de plataformas in silico, sendo desenvolvidas por empresas inovadoras, como a

Insilico Medicine e a Biotime.

A Bio3Data é uma startup de tecnologia que desenvolve soluções para a área biológica com o intuito de minimizar o tempo, os custos e o uso de animais nas pesquisas. 

 

Desenvolvemos abordagens in silico para análise de dados biológicos utilizando inteligência artificial e simulação computacional. Com esse método inovador, forneceremos soluções integrativas para o desenvolvimento de BioModelos Preditivos de tecidos na BioImpressão de tecidos.​

e-mail: bio3data@gmail.com

In silico Medicine

Embryonic AI: Analysis of Embryonic State using Deep Neural Networks (Property of Biotime, Inc)

A Biotime lidera a próxima revolução em medicina regenerativa e consequentemente é um estímulo para o avanço da Biofabricação de órgãos.  A estratégia dessa empresa é ser líder no desenvolvimento de tecnologias de células tronco pluripotentes e aplicar essas tecnologias no tratamento de doenças degenerativas que afligem um grande número de pessoas em todo o mundo.

 

O propósito fundamental de empresas como essa é ser o início da próxima revolução na medicina - medicina regenerativa e biofabricação de órgãos.

 

A medicina regenerativa, integrada com a biofabricação e a biologia computacional, utiliza avanços da biologia celular, biomateriais, células comprometidas e ferramentas da engenharia para fornecer células, tecidos e órgãos funcionais à pacientes com doenças crônicas degenerativas ou que sofreram traumas. Esta revolução na ciência médica muda o foco de tratar os sintomas de doenças crônicas, degenerativas e danos trágicos, para fornecer curas reais com tecnologias inovadoras.